5 dicas para criar um e-mail marketing eficiente

Posted by on mar 15, 2019 in Blog | Acompanhe nossas notícias | No Comments

Faz muito tempo que o e-mail é utilizado como uma ferramenta de marketing. Mas o grande número de empresas explorando a estratégia e o novo perfil do usuário online, cada vez mais exigente e intolerante com incômodos, trouxe a necessidade de aperfeiçoar o uso da ferramenta.

Confira cinco dicas para criar um e-mail eficiente:

  1. Identifique bons conteúdos

A confiança dos clientes costumam estar prejudicadas em relação a e-mail marketing por conta do excesso de envios de algumas empresas, então, como fazer as pessoas se interessarem pelo meu e-mail? A solução é: Criando conteúdos relevantes.

É importante falar o que seu cliente quer ouvir. Criar um título que seja quase impossível de ele não abrir. Tornar o corpo do e-mail visualmente agradável, organizado e moderno são as peças-chave para o sucesso do seu e-mail marketing.

  1. Seja pessoal

Um dos momentos mais importantes do e-mail marketing é a hora em que a empresa cria uma forma de personalização com o cliente, esse contato inicial define o tipo de relação que a empresa deseja manter com o mesmo.

Nesse passo, é possível investir em dois momentos: nome do remetente e linha de assunto. No nome do remetente, em vez de usar termos formais, você pode tentar algo como “José da Linhares Branding & Design”, isso pode fazer com que ele se sinta conversando diretamente com você, mesmo se o e-mail for automático. Já na linha de assunto, uma dica é utilizar o nome do cliente no início para demonstrar aproximação, lembrando que as ferramentas de automação de e-mail marketing oferecem recursos que fazem isso de forma automática.

A utilização de pronomes de tratamento no corpo do e-mail também ajuda a ser cordial, mas ao mesmo tempo se aproximar desse destinatário, pois chamam atenção.

  1. Use as referências do cliente a favor do e-mail

Uma boa alternativa para criar conteúdos relevantes para o público é utilizar os dados e informações deles em prol da criação dos conteúdos e assim, adaptar a linguagem do e-mail.

Se você percebe que seu público se interessa mais por assuntos que os divirtam, tente utilizar humor nos conteúdos, assuntos virais da internet, desde que você tenha certeza que seu público possa entender a mensagem. Ou se seu público tiver um perfil mais formal e objetivo, utilize uma linguagem condizente. Mas é sempre importante saber o que você está falando e para quem você está falando.

  1. Menos é MAIS

O exagero não costuma ser atrativo. Títulos longos, e-mails grandes, frequência alta de envios, muitas imagens, muitos links. Nada disso deve ser feito. Quanto mais você puder ser claro e objetivo, melhor. Seu propósito com o e-mail precisa estar notório, assim como o que o destinatário precisa fazer após o ler o e-mail.

É uma promoção? Como o cliente adquire? É uma oferta? Onde ele compra? As respostas para essas perguntas precisam ser óbvias do início ao fim do corpo do e-mail. De preferência demonstrando o propósito no início e as orientações no fim.

  1. Seja criativo

Esse é momento de você mostrar sua personalidade, seus diferenciais, o porquê de o cliente escolher você e não seu concorrente. Utilize de ferramentas para demonstrar o quão interessante é seu conteúdo. Não tenha medo de usar vídeos, gifs e imagens para tornar seu texto único, mas não esqueça da dica 4 (menos é mais).

O e-mail marketing torna o processo de comunicação efetivo e escalável, avançando os leads no funil de vendas. Utilize segmentações, listas de contatos bem organizadas, textos, interatividade e assuntos que possam atingir os resultados desejados. E lembre-se, é mais importante enviar 10 e-mails bem estruturados e estratégicos para leads qualificados, do que 100 e-mails para pessoas aleatórias e que não tenha relevância para eles. A qualidade vence a quantidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *